Definição: É o aspecto esbranquiçado e sem brilho observado durante ou logo após a pulverização de uma laca nitrocelulósica ou acrílica, devido à condensação da umidade atmosférica sobre a película de tinta (gotículas de água ficam retidas na camada mais superficial da tinta).

Causas: Uso de Diluentes de evaporação muito rápida. Pressão do ar comprimido muito alta. Temperatura muito baixa.

Como evitar: Usar Retardador juntamente com o Diluente. Reduzir a pressão do ar comprimido. Manter ambiente a pelo menos 20ºC.

Definição: É o aspecto do desnivelamento da película da tinta que se assemelha ao da casca de laranja.

Causas: Uso de diluentes inadequados quanto à qualidade e/ou quantidade. Pistola mal regulada. Temperatura muito elevada.

Como evitar: Usar diluente de boa qualidade e diluir na proporção adequada. Adicionar pequena quantidade de retardador. Regular pistola.

Definição: São pequenos orifícios que surgem durante ou logo após a aplicação.

Causas: Contaminação com óleos, silicones, ceras, etc. Da linha de ar ou do ambiente.

Como evitar: Manter a linha de ar e equipamentos perfeitamente limpos. Limpar convenientemente toda a superfície a ser pintada.

Definição: É a diferença de cor observada entre a pintura original e o retoque.

Causas: Má homogeneização do p r o d u t o . A p l i c a ç ã o incorreta. Alteração da pintura original pelo tempo.

Como evitar: Homogeinizar perfeitamente a tinta antes de sua utilização. Testar a cor aplicando em uma chapa ou em cartolina.

 

Definição: É o acumulo de tinta de uma determinada área.

Causas: Uso de retardador em excesso. Pressão de ar muito baixa. Aplicação de camadas muito grossas. Pequeno intervalo entre demãos.

Como evitar: Usar retardador na quantidade adequada. Ajustar pressão do ar. Aplicar camada de tinta com espessura adequada. Aumentar o tempo para repintura.

Definição: São pequenos orifícios que surgem durante ou logo após a aplicação.

Causas: Uso de diluentes de evaporação muito rápida. Uso de aquecedores para acelerar a secagem. Temperatura ambiente muito alta.

Como evitar: Usar diluentes com tempo de evaporação adequado a temperatura ambiente. Adicionar pequena porcentagem de retardador. Deixar a tinta secar alguns minutos à temperatura ambiente antes de ligar os aquecedores.

Definição: Aparecimento de riscos de lixa na superfície após a aplicação do acabamento.

Causas: Lixamento antes da secagem total do primer. Uso de lixa de grana muito grossa. Uso excessivo de retardador.

Como evitar: Lixar o primer após tempo adequado de secagem. Não usar lixa grossa. Não usar retardador em excesso. Aplicar a primeira demão do acabamento em camada mais espessa.

Definição: Manchas que aparecem nos acabamentos metálicos devido ao desalinhamento das partículas de alumínio.

Causas: Aplicação de demãos muito carregadas. Pressão de ar comprimido muito baixa. Aplicação muito próxima à superfície ou com movimentos lentos. Pequeno intervalo entre as demãos. Uso de retardador em quantidade excessiva.

Como evitar: Aplicar demãos não muito carregadas. Ajustar a pressão do ar comprimido. Manter a pistola a aproximadamente 25cm da superfície . Dar tempo adequado entre as demãos. Não usar retardador em excesso.

Definição: São rachaduras profundas que aparecem no acabamento.

Causas: Uso de diluentes inadequados. Não aguardar o tempo indicado para a secagem dos produtos intermediários. Aplicação de camadas muito grossas. Aplicação sobre pintura velha que já apresentava camadas em excesso.

Como evitar: Usar diluentes apropriados e na quantidade correta. Dar intervalos adequados entre as demãos. Não aplicar camadas grossas de tinta. Verificar se a pintura anterior não se encontra com excesso de camadas.

Definição: É a falta de brilho após a secagem total da tinta.

Causas: Lixamento e aplicação da tinta antes do primer secar totalmente. Primer não lixado corretamente. Aplicação da tinta muito empoeirada. Pouca camada de tinta ou verniz.

Como evitar: Aguardar a secagem do primer para fazer o lixamento. Lixar corretamente sem deixar rugosidade, usar controle de lixamento para auxiliá-lo. Evitar empoeiramento na aplicação da tinta. Aplicar camada suficiente de tinta ou verniz.

Definição: Manchas que aparecem nos acabamentos metálicos devido ao desalinhamento das partículas de alumínio.

Causas: Limpeza inadequada da superfície a ser pintada. Falta de lixamento da pintura original. Aplicação do verniz com a tinta muito seca.

Como evitar: Limpar a superfície a ser pintada, usar solução desengraxante para retirar oleosidade. Lixar a pintura original. Aplicar o Verniz logo após a aplicação da tinta (observar intervalo indicado na embalagem).

Definição: É a deposição da tinta sobre a peça em forma de poeira, sem alastramento, causando uma aparência fosca e rugosa.

Causas: Uso de solventes com secagem muito rápida, baixa vazão de tinta, distância muito grande entre o bico da pistola de pulverização e a peça.

Como evitar: Usar solventes com secagem mais lenta, regular a vazão de tinta e observar distância de mais ou menos 30 centímetros entre a pistola de pulverização e a peça.

Podemos identificar que uma tinta está calcinada simplesmente passando a mão na superfície para verificar a presença de um pó branco. Este pó pode ser da tinta de má qualidade aplicado anteriormente, reboco mal curado, ou em função do longo tempo de exposição à intempéries.

Solução:
Remover todas as partes soltas da superfície, lixar, eliminar o pó e aplicar de uma a duas demãos de Fundo Preparador de Paredes e repintar com produtos Brazilian.

O descascamento ocorre quando a tinta é aplicada sobre reboco não curado, superfícies empoeiradas, com calcinação, partes soltas entre outros.

Solução:
Remover todas as partes soltas da superfície, lixar, eliminar o pó e aplicar de uma a duas demãos de Fundo Preparador de Paredes e repintar com produtos Brazilian.

O desagregamento é quando a tinta começa a desplacar da superfície juntamente com pequenas partes do reboco. Isso ocorre quando a tinta é aplicada sobre reboco não curado. Para que isso não ocorra deve aguardar a cura do reboco de no mínimo 30 dias antes de iniciar a pintura.

Solução:
Remover todas as partes soltas da superfície, rebocar novamente as partes atingidas, aguardar a cura de 30 dias. Aplicar de uma a duas demãos de Fundo Preparador de Paredes e repintar com produtos Brazilian.

Mofo e algas são manchas que aparecem em ambientes externos e internos proviniente da proliferação de fungos. Isso ocorre em ambientes com umidade, e/ou falta de iluminação e ventilação.

Solução:
Para solucionar o problema misture água e água sanitária em partes iguais e lave a superfície esfregando até a remoção total do mofo, em seguida enxágüe com água.

Repita novamente o procedimento, aguarde a secagem e aplique de uma a duas demãos de Fundo Preparador de Paredes e repintar com produtos Brazilian.

São manchas de escorrimento ou respingos que aparecem quando a película da tinta não está totalmente seca. Isto ocorre devido à extração de sais solúveis da tinta que causam manchas. A cura total da tinta varia de 20 à 30 dias.

Solução:
Lave imediatamente toda a superfície com água limpa sem esfregar para uniformizar a pintura.

Caso o problema continue aplique uma demão de tinta.

O surgimento de bolhas normalmente acontece quando é aplicado massa corrida em ambientes externos, repintura de uma tinta sobre outra de má qualidade sem seguir as recomendações necessárias, poeira na superfície, aplicação de massas niveladoras com camada muito alta, etc.

Solução:
Recomendamos a raspagem e remoção de todas as partes soltas. Aplicação de uma demão de Fundo Preparador de Paredes, aplicação até o perfeito nivelamento da superfície com Massa Corrida (interior) e Massa Acrílica (exterior e interior) e repintar com produtos Brazilian.

Normalmente ocorre quando a camada de esmalte aplicada é muito espessa ou em excesso.

Solução:
Recomendamos a raspagem e remoção total do esmalte aplicado. Limpeza com um pano umedecido com aguarrás e repintar.

São manchas esbranquiçadas que surgem na superfície pintada. Ocorre quando se aplica a tinta sobre reboco úmido ou com infiltração de água. A causa é dada pelo arraste de materiais alcalinos (hidróxido de cálcio) do interior até a superfície onde se depositam, causando as manchas.

Solução:
Eliminar a existência de infiltrações, aguardar a secagem e cura da superfície, lixar, eliminar o pó e aplicar de uma a duas demãos de Fundo Preparador de Paredes e repintar com produtos Brazilian.

São pequenas trincas que aparecem na película da tinta quando a mesma é aplicada em temperaturas baixas (menor que 10ºC) ou altas (acima de 38ºC). O mesmo problema pode acontecer caso a tinta seja aplicada sem diluir, com diluição incorreta ou aplicação com excesso de tinta (camadas muito altas).

Solução:
Seguir todas as recomendações descritas na embalagem, diluir corretamente o produto, aplicá-lo em condições climáticas ideais e usar rolos/pincéis de boa qualidade.